Home » , » Do sonho de um voo de águia para um voo de galinha

Do sonho de um voo de águia para um voo de galinha

Da Redação do Folha da Vila

Semana passada, o vereador e líder do governo, Reginaldo Cavalcante (PT), fez um panorama do primeiro ano da administração de Almirinho. Muito bem. Estava precisando. Enfim, alguém veio a público informar as realizações do novo governo.

Comparando com o primeiro ano do governo anterior, Reginaldo considerou o seu governo como o que mais realizou obras e investimentos em um primeiro ano de gestão. Pelo “tom” do discurso, a administração de Almirinho, hoje, por conta do êxito alcançado em ¼ de uma gestão, poderia servir de modelo a ser copiada por qualquer prefeitura do Brasil. 

Eu poderia até concordar, mas, isso se uma gestão pública só fosse feita de boas intenções e de falácias.

O vereador Reginaldo (PT) e outros, sempre consideraram a administração do ex-prefeito Joaquim dos Santos um desastre, uma das mais atrasadas do Brasil; uma gestão que ninguém poderia se balizar, pois passaria longe de um modelo de gestão eficiente. Neste caso, parece ilógico querer utilizar a gestão mais atrasada do Brasil - como sempre diziam - como parâmetro de comparação. Se era péssima, melhorando um pouco, ainda ficaria no ruim. É racional comemorar o que ainda estaria ruim?

O texto fala em grandes realizações e investimentos públicos que a prefeitura teria feito neste primeiro ano de mandado. Inclusive, o vereador criou até um jargão político que diz assim: “Nós trabalhamos com dados e fatos concretos e não com paixão de derrotados”. Pois bem. Muito curioso, imprimi o texto e, fui em busca das tais “grandes realizações” que o prefeito Almirinho teria realizado em um ano de mandato.

Primeiro, o texto começa informando que os gastos em educação de seu governo, se igualam ao da gestão, aquela, considerada fracassada. Os mesmos “investimentos”? E ainda por cima, se contentar dizendo que está gastando igual ao da gestão fracassada do doutor?

Depois, menciona que a gestão atual sofreu perdas de arrecadação por conta da crise financeira mundial, relaciona uma série de dívidas que o gestor anterior deixou, tal e tal. Neste caso, possivelmente, tem a intenção de justificar alguma coisa, isso digo porque não informou se houve também diminuição de arrecadação ou dívidas que por ventura o seu antecessor também tenha encontrado quando assumiu.

No texto fala, logrando sucesso, que o prefeito concedeu um reajuste salarial de 6% para todos os servidores, sendo que, esse reajuste apenas corrigiu o índice inflacionário que em 2012, foi de 5,84%. Comemorar 0,16% de ganho real? É se contentar com muito, mais muito, pouco. É voar muito baixo para quem queria voar como águia. Também não fala de percentuais de reajuste que o antecessor teria concedido ou se não deu no primeiro ano de gestão.

Depois, informa que a nova administração está pagando um salário mínimo a todos os servidores da prefeitura, que na gestão passada, pagava R$ 100 e 200 reais. Mas, não informou que a nova administração também contratou uma empresa por quase R$ 160 mil reais mensais (quase R$ 2 milhões em um ano) para pagar esses servidores e que está deixando a desejar, como apontou um vereador da oposição. Não falou que, antes da “dispensa em massa” que a prefeitura fez, pessoas andaram falando que existiam servidores recebendo um salário mínimo, mas tendo que dividir com outro: conversa de rua? O vereador Antonio Brito trouxe essa questão para a Câmara e leu uma carta de uma vítima desse sistema ilegal de partilha.

O texto também relaciona uma série de adesões que a prefeitura teria feito, que é simplesmente firmar, por meio de uma assinatura, o compromisso em desenvolver alguns programas federais e/ou estaduais. Isso é pouco para lograr sucesso, é dar um voo muito curto. 

Depois apresenta uma série de ataques ao gestor anterior, dizendo que o ex-prefeito é isso, fez aquilo, deixou de fazer isso, deixou aquilo daquele jeito, criou máfia tal, trabalhou com fantasmas, deletou aquilo, desativou isso, pagava caro aquilo, locou tantos carros tal tal tal tal tal tal. E coisas novas da nova gestão? Praticamente nada: gabinete odontológico implantado que não se sabe onde, projeto (PROJETO) para construção de mais 4 Unidades Básicas de Saúde na Sede, Monte Cruzeiro e Tanque do Rumo, que sabemos que são obras do Governo Federal e ainda no papel. Contratação de vários médicos especialistas (cardiologista, Psiquiatra, Ortopedista, Pediatra, entre outros), que ninguém sabe quem são, onde trabalham, que dias atendem, onde atendem. Que tal divulgar o Nome do médico, a especialidade, onde e os dias que atendem para a população saber? Será que esses médicos estão ganhando sem atender? Garanto que não iriam permitir isso, não é mesmo? Lembra da Máfia do Plantões? Como foi intitulada.

Continua: relaciona que foram feitas 1277 monografias. Isso mesmo: aqueles que foram realizadas recentemente pelo Governo do Estado e que faz parte do Projeto Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama. Informa que há atendimento semanal com Obstetra para gestação de alto risco. Isso me fez lembrar de um episódio que aconteceu recentemente: uma jovem precisou ser atendida, urgentemente, por conta de sua gravidez de risco, mas.... infelizmente, depois de atendida no Hospital Municipal, os médicos não conseguiram evitar que a mesma perdesse seu bebê. Com um especialista atendendo todo dia, essas coisas poderiam ser evitadas.

Outra: muita gente quando está doente prefere se automedicar em casa ao invés de ir para o hospital. Sempre foi assim, e vejo que a coisa piorou... Por que será que as pessoas têm tanto desgosto/pavor de ir para esse hospital?

Continua: atendimento semanal de serviço de ultrassonografia, maior controle nas inspeções dos comércios pela vigilância sanitária, a casa de apoio de pacientes em Salvador passou a ofertar as três principais refeições do dia. Uffa! Mas, os profissionais dos PSFs estão trabalhando só até meio-dia por conta da falta de alimentação. É voar muito baixo!

Depois vem 43 casas populares do Governo Federal, reforma do CEAQ, reforma do hospital, reforma de escolas, ampliação e melhoria da iluminação urbana, reforma do antigo açougue telefonia celular no distrito de Algodões (horrível, por SINAL), 400 cisternas pelo Consisal. Terminou o voo.

O que parece é que: o sonho de voar como águia, agora se contenta em voar como galinha.

O sonho de governar com transparência os gastos públicos e aperfeiçoar a gestão pública, olhando para as pessoas e com as pessoas; de institucionalizar políticas públicas para a promoção do desenvolvimento social e econômico; investir na atenção básica à saúde com qualidade, humanizada, participativa e democrática; de promover uma verdadeira revolução na educação pública; de investir na agricultura familiar fortalecendo a economia local, transformou-se em um voo de galinha.

Para finalizar, peço que, antes de saírem achincalhando ou tentando retaliar todo àquele que, no pleno exercício do direito de expressão de pensamento, garantido pela Carta Constitucional, apresenta opiniões diferentes da de vossas, que aprendam a respeitar e tolerá-las.

Outra: esperamos pelo texto “O voo da águia”, não me hesitarei em escrever, basta que tenhamos motivos suficientes. No momento, só posso definir como voo de galinha.


5 comentários:

  1. José antonio cavalcante18 de outubro de 2013 06:03

    Parabéns é assim que si escreve tenho certeza que um dia alguém vai ler e interpreta como dever ser pois as pessoas precisa de mais esclarecimentos.

    ResponderExcluir
  2. A outra gestão teve vou de tartaruga. Não saiu do lugar. Voces estão comparando 9 meses de gestão com 16 anos de destruição.

    ResponderExcluir
  3. José antonio cavalcante19 de outubro de 2013 15:26

    as vezes eu fico pensando porque não coloca seu nome tem vergonha do que.
    a eu falei assim leão e interprete pois vc não fez isso.

    ResponderExcluir
  4. É verdade José Antonio, esse caras defendem o prefeito , mas não coloca o nome.

    Paulo

    ResponderExcluir
  5. A gestão passado foi uma merda, e esta uma fossa cheia. kkkkkk.......

    ResponderExcluir

REGRAS PARA COMENTÁRIOS: (Leia, é importante)

Obs.: A opinião emitida nos comentários é de quem comenta, e não tem necessariamente a ver com o autor da postagem ou do editor do blog. A responsabilidade pelo comentário é de quem comenta.

Os comentários são muito bem vindos e importantes para o Folha da Vila, pois enriquecem o conteúdo das postagens. Há, no entanto, pequenas regras que devem ser seguidas para que seu comentário não seja bloqueado ou apagado. Reservo-me o direito de apagar qualquer comentário que desrespeite as regras abaixo:

1- O comentário deve estar relacionado ao assunto tratado na postagem.
2- Este não é um espaço para você divulgar seu Blog, Twitter, Facebook ou qualquer outro link pessoal.
3- Comentários com links que direcionarão para outras páginas serão removidos.
4- Nunca deixe comentários ofensivos, discriminações racistas, vulgaridades, palavrões ou qualquer tipo de desrespeito a outros visitantes ou à equipe do blog.
5- Não deixe Email nos comentários, dúvidas sobre as postagens serão respondidas no próprio blog.
6- Elogios, críticas, informações complementares e sua opinião sobre o tema são bem vindas.
7- Outras dúvidas, perguntas, sugestões e outros use o formulário de Contato.

Agradecemos pela compreensão.

Pesquise no Folha da Vila


Receba atualizações por e-mail

Curta nossa página no Facebook

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Folha da Vila - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger