Home » » QUIJINGUE: Câmara aprova Comissão Processante para investigar o prefeito Almirinho

QUIJINGUE: Câmara aprova Comissão Processante para investigar o prefeito Almirinho

Em meio a um clima tenso, com segurança reforçada, a Câmara Municipal de Quijingue decidiu pela criação da Comissão Processante para investigar a denúncia contra o prefeito do município, Almiro Costa Abreu Filho (PT), sobre esquema fraudulento no pagamento em duplicidade realizado pela prefeitura em serviços de coleta de lixo e entulho, fraude em licitações, superfaturamento dos serviços de pintura das escolas, fraudes no transporte escolar com as chamadas linhas “fantasmas”, ilicitude na licitação, omissão e complacência diante da precariedade dos serviços terceirizados e falcatruas de empresas.

Após o recebimento da denúncia apresentada pelo advogado Felisberto Filho contra o Prefeito Almiro Filho, a Presidenta da Câmara, Célia Santos (SDD) colocou na pauta para votação a “Denúncia” no início da Sessão Ordinária desta terça-feira, dia 15 de abril. Inicialmente, determinou que fosse feito a leitura para que em seguida fosse votada pelos edis. A votação foi nominal, onde os Vereadores tiveram a oportunidade de manifestar seu voto sobre o tema que trata das irregularidades de mau uso do dinheiro público pela administração municipal, bem como dos documentos que apontam os atos de irregularidades.

O resultado oficial atingiu o quorum de dois terços e, portanto a denúncia foi aceita por 8 votos a 2. Apenas os vereadores José Romero Filho (PT) e Vando (SDD) votaram contra a instauração da comissão processante com vistas a apurar as denúncias contra o prefeito de Quijingue.

De imediato foi feito o sorteio para nomear os membros da Comissão Processante que avaliará o processo no prazo de 90 dias. A Comissão conta com os seguintes integrantes: Vereador Reginaldo Cavalcante – PT - Presidente, Vereador Antonio Brito – PT – Relator da comissão e Vereador Espedito Souza do PSD - secretário.

Vale salientar que a Presidente terá 5 dias para notificar o Prefeito municipal e o mesmo terá o prazo de 10 dias para apresentar sua defesa. Após a defesa prévia a Comissão emitirá um parecer para o prosseguimento ou arquivamento da denúncia. Caso seja determinado o prosseguimento do processo haverá audiências e diligências e após o parecer final opinando pela procedência ou improcedência da acusação, podendo culminar na cassação do prefeito Almiro Costa Abreu Filho.

(Em breve, traremos mais detalhes desta sessão e sobre os discursos dos vereadores)

Pesquise no Folha da Vila


Receba atualizações por e-mail

Curta nossa página no Facebook

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Folha da Vila - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger