Home » » Que confusão! Estaria o prefeito exercendo o papel da empresa contratada? | Carta aos cidadãos desatentos

Que confusão! Estaria o prefeito exercendo o papel da empresa contratada? | Carta aos cidadãos desatentos

Quero chamar a atenção de todos para uma “questão”... Aliás... para várias. Vejamos:

Acredito que todos estão sabendo que desde o início deste ano, nenhum projeto de lei de interesse do prefeito foi apreciado, votado ou aprovado pela câmara de vereadores de Quijingue. A pauta está fechada para o prefeito. Lá não se vota nada que for solicitado pelo prefeito Almirinho sem que antes os vereadores decidam a viabilidade dos projetos. A contestação dos edis teria originado (principalmente), a partir do maltrato dos proprietários de ônibus que fazem o transporte escolar do município, patrocinado pela empresa Limpex Construções contratada pela prefeitura para a prestação destes serviços.

Por conta da ausência de contrato com a empresa, os proprietários de veículos viram seus pagamentos serem reduzidos por várias vezes a ponto de tornar inviável a realização dos serviços, levando-os ao endividamento. A empresa justificava que os descontos eram derivados de dias de feriados, recesso junino, férias do mês de dezembros etc. Contudo, o que intriga os donos de veículos é que, os descontos eram feitos na folha de pagamentos dos próprios, mas a prefeitura não fazia o mesmo quanto ao pagamento à empresa. Ou seja, a prefeitura repassava o valor do contrato integral, porém a empresa descontava os dias no pagamento dos prestadores dos serviços, aumentando assim seu “lucro”.

Os vereadores acabaram por “comprar” a briga, trancando a pauta da câmara, exigindo que o prefeito interviesse no caso para obrigar a empresa Limpex Construções a negociar valores e assinar os contratos com cada um dos proprietários de veículos que fazem o transporte escolar.

Acompanhe comigo...

Por conta disso, foi agendada uma reunião entre Legislativo, Executivo e a empresa a fim de solucionar e desatar este nó. Porém, a reunião aconteceu, mas o problema continuou inalterável. Nada pôde ser resolvido. Inclusive, um dos vereadores da base do governo suspeitou que o representante da empresa que participava da reunião, era um mero “laranja”, pois, sempre dizia que não podia resolver nada naquele momento. E como nada foi resolvido, o impasse continuou...

Alguns dias depois...

Nos dias 03 e 04 de abril (portanto, quinta e sexta-feira), o prefeito Almirinho divulgou na sua página no Facebook, fotografias do encontro dele com os proprietários de ônibus, dizendo que estava acolhendo as reclamações para por fim o impasse político entre legislativo e executivo. Veja o que ele escreveu (em vermelho). Volto depois para comentar:

Quinta-feira, 3 de abril de 2014
Em Quijingue, 
Reunião com motoristas e donos de transportes escolares. Avaliando e discutindo cada situação. Chegamos ao final desta quinta-feira com mais de 60 pessoas atendidas. 

Sexta-feira, 4 de abril de 2014
Em Quijingue,
dando continuidade ao diálogo com os motoristas e donos de transportes na garagem da prefeitura. Avaliando e discutindo cada situação. Logo mais, as 19h no ginásio de esportes da cidade, estaremos prestigiando a abertura da Primeira Copa Consisal de Futsal.

Vocês me perdoem, mas, diante disso, e, como perguntar não ofende, permita-me fazer alguns questionamentos:

A reunião não seria entre as três esferas: empresa, executivo e legislativo?

Almirinho estaria representando os interesses da prefeitura e da empresa ao mesmo tempo?

Anh! Anh?

Ou, Almirinho é o próprio representante da empresa? Ou, ele estaria representando alguém próximo? Ou melhor: ele estava representando a prefeitura e não a empresa?

Anh! Anh?

Que confusão...

Afinal, qual o papel da prefeitura junto à execução destes serviços? Ela é a executora ou a fiscalizadora? É contratante e contratada ao mesmo tempo? Ou, a prefeitura é contratada da contratante? Ou, é contratante da contratada? 

Anh! Anh?

Que confusão...

Sobre os descontos que a empresa realizou nos pagamentos dos proprietários, esses valores serão devolvidos pela empresa aos cofres públicos? Ou ficarão com a contratada-contratante? 

Anh! Anh?

Não... não... não estou insinuando que a contratada tenha relação confinante com o contratante ou vice versa. Só questionei, porque é estranho, depois de tudo isso, o prefeito decida se reunir “sozinho” com os proprietários de ônibus sendo que o problema originado tem relação direta com a empresa (Limpex Construções), e indiretamente com prefeitura, e tem a câmara de vereadores como fiscalizadora. Assim , evitou que conheçamos o real dono da Limpex Construções.

Anh! Anh?

Só para lembrar: recentemente, foi divulgado neste blog que uma empresa que foi inabilitada na licitação do transporte escolar alega ter sido prejudicada, colocando em dúvida a lisura do processo licitatório que teve a Limpex Construções como vencedora.

7 comentários:

  1. Muito estranhos!! Ele estava representando o excutivo e o dono da empresa!!!

    ResponderExcluir
  2. E dificil de se acreditar. Ou confiar em um prefeito desta lisura.
    Com todo o respeito aos seus leais defensore,puxa sacos,esta mais que na cara. Esta empresa e de pessoas da propria familia pra defender tanto assim e prejudicar. Os legitimos prprietarios dos veiculos...

    Ass: Ariel

    ResponderExcluir
  3. Ao invés da empresa negociar com o proprietário de veículos, os valores mais convenientes para os dois lados, quem faz esse trabalho é o prefeito como se a empresa fosse dele. É muito estranho esse comportamento, tem que ser denunciado e investigado pelo MP, pela Câmara e pelo TCM.

    ResponderExcluir
  4. Com certeze aí os lucros estão sendo divididos entre Miranda, Osvaldo e Almirinho. O Everiton é o secretário todo poderoso. Chegou com um Siena velho e está com uma Caminhonete Ranger a gasolina. Já viram ele abastecendo e enchendo o tanque de cem litros de gasolina com nota da prefeitura.

    ResponderExcluir
  5. Quando Ariel quer dizer leais defensores, ele quis dizer: PUXA-SACOS.

    ResponderExcluir

REGRAS PARA COMENTÁRIOS: (Leia, é importante)

Obs.: A opinião emitida nos comentários é de quem comenta, e não tem necessariamente a ver com o autor da postagem ou do editor do blog. A responsabilidade pelo comentário é de quem comenta.

Os comentários são muito bem vindos e importantes para o Folha da Vila, pois enriquecem o conteúdo das postagens. Há, no entanto, pequenas regras que devem ser seguidas para que seu comentário não seja bloqueado ou apagado. Reservo-me o direito de apagar qualquer comentário que desrespeite as regras abaixo:

1- O comentário deve estar relacionado ao assunto tratado na postagem.
2- Este não é um espaço para você divulgar seu Blog, Twitter, Facebook ou qualquer outro link pessoal.
3- Comentários com links que direcionarão para outras páginas serão removidos.
4- Nunca deixe comentários ofensivos, discriminações racistas, vulgaridades, palavrões ou qualquer tipo de desrespeito a outros visitantes ou à equipe do blog.
5- Não deixe Email nos comentários, dúvidas sobre as postagens serão respondidas no próprio blog.
6- Elogios, críticas, informações complementares e sua opinião sobre o tema são bem vindas.
7- Outras dúvidas, perguntas, sugestões e outros use o formulário de Contato.

Agradecemos pela compreensão.

Pesquise no Folha da Vila


Receba atualizações por e-mail

Curta nossa página no Facebook

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Folha da Vila - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger